Missões de Itajaí voltam a SC

De volta a Itajaí, os dados fazem parte da oitava edição do SEEG, sigla para Sistema de Estimativas de Emissões de Gases de Efeito Estufa, a primeira iniciativa nacional de produção de estimativas anuais para toda a economia brasileira.

A análise foi divulgada pelo Observatório do Clima, rede com organizações não governamentais que atuam na agenda do clima no Brasil.

“O setor responde por mais de % do PIB brasileiro, mas participa com % das emissões do país”, destaca Tasso Azevedo, coordenador do SEEG.

“O Brasil pode rapidamente reverter este cenário, se acabar com o desmatamento e se implementar práticas de baixo carbono em escala”, continua Azevedo. “E se aumentar as áreas em regeneração o quadro melhor mais ainda, porque se captura mais carbono.”

Ele também alerta para a má eficiência da economia que o dado revela — um desmate elevado e crescimento de apenas ,% do Produto Interno Bruto PIB em . O desmatamento não produz riqueza. “A eficiência da economia diminuiu muito. Gerou menos renda para cada tonelada de emissão de carbono que tivemos.”